Existem diferenças para contratar em meio à crise econômica?

Vivemos um período conturbado. Não são necessárias muitas explicações acerca disso, basta ter consciência de o que acontece no país atualmente. Com isso em mente, é notório que a primeira metade de 2016 nos reservou uma série de desafios a serem contornados. E, com a crise política e econômica, é preciso avaliar aspectos relativos ao gerenciamento de recursos humanos nas empresas. Um deles está abordado a seguir e diz respeito a contratação de novos colaboradores em momentos delicados para as finanças.

SAIBA MAIS:
::Como abandonar as planilhas e aproveitar ao máximo o uso do CRM.
::Evite prejuízos na área comercial com as ferramentas certas, alerta consultor.

 

Mudar na crise?

“Com crise ou sem crise, o processo de seleção sempre deve ser o mesmo em uma organização”, afirma a consultora de gestão organizacional, Paula Pfeifer. A especialista acredita que não se pode depender da economia para contratar: “a diferença é que, em tempos de crise, as oportunidades para encontrarmos profissionais mais aderentes aos ideais da vaga disponível – e que compartilhem a filosofia da companhia – são mais latentes”.
Por esse motivo, o processo de seleção deve levar em consideração um fator bem importante: assim como a empresa precisa escolher um bom profissional – que se encaixe nas competências da vaga e também nos princípios da companhia –, é importante ressaltar que se está lidando com um ser humano. Por isso, a proposta deve ser benéfica para os dois lados. O candidato também deve ter a possibilidade de escolha. Mas como se faz isso?

Para Paula, quanto mais uma empresa tiver oportunidades de se apresentar para o candidato, melhor pode ser a tomada de decisão para ambos. Apresentar a marca, quais são seus valores, missão e como ela acredita em sua responsabilidade para com a sociedade, são obrigações de quem contrata. A especialista também ressalta que existem quatro pontes entre indivíduos e organizações e que elas estão vinculadas umas com as outras:

Identificação – É quando a pessoa se identifica com a organização, com seus valores e missão. O candidato tem que saber como funciona aquela organização, qual é sua identidade. Isso cria engajamento no possível contratado.

Motivação – Tem a ver com quanto o indivíduo sente-se bem dentro do ambiente organizacional, se ele percebe que pode ser acolhido dentro da organização. É importante deixar claro se sua empresa é aberta às sugestões, se ela estimula o diálogo entre os colaboradores e se escuta suas vozes. Assim, o colaborador terá acolhimento e motivação.

Dedicação – Refere-se à quando o indivíduo se sente competente dentro da empresa. É o momento em que ele é ‘a pessoa certa na hora certa’. “Não adianta colocar uma pessoa numa área comercial se ela não tem as competências especificas para aquele cargo. A ponte da dedicação tem muito a ver em como o colaborador consegue maximizar suas qualidades dentro do trabalho que efetua”, explica Paula.

Segurança – A segurança aparece quando o candidato tem todos os conhecimentos sobre a empresa: as competências necessárias, atividades e desafios que serão apresentados. Dessa forma o candidato tem poder de decisão. ‘Os recursos materiais (tanto remuneração como infraestrutura) que a empresa oferece, são suficientes? ’ Se sim, perfeito. Do contrário, é melhor repensar. Segundo Paula, esse é um fator determinante na visão dos contratados. E que pode ter um preço caro no futuro se não for bem pensado: “Quanto mais saudável e justa essa relação, melhor será a entrega do funcionário. A crise não pode ser vista como uma oportunidade para ganhar mais em cima de uma contratação. Se o modelo de gestão é bem pensado, na crise o diferente é fazer o de sempre”, conclui a consultora.

BAIXE AGORA:
Supere a crise com um Processo de Venda adequado ao seu negócio
Conquiste Leads qualificados com dicas de especialistas |eBook|

Posts Recomendados

grupo adservi
Grupo Adservi adota Smark CRM
1 de agosto de 2022
Referência no mercado de serviços gerais e segurança patrimonial, o Grupo Adservi atua há 22 anos atendendo organizações públicas e […]
grupo spsp
Grupo SPSP moderniza a gestão de vendas com Smark
1 de agosto de 2022
Empresa de prestação de serviços, o Grupo SPSP registra aumento na produtividade após adoção do Smark CRM. Veja os detalhes […]
Como criar a cultura do FOCO EM RESULTADOS no seu comercial através do SMark CRM
Como criar a cultura do FOCO EM RESULTADOS no seu comercial através do SMark CRM
14 de julho de 2022
Nesse treinamento, mostraremos os recursos do SMark que vão te ajudar na gestão diária dos vendedores e na construção da […]