Gestão de Facilities no Brasil e no Mundo: onde estamos e para onde vamos

//Gestão de Facilities no Brasil e no Mundo: onde estamos e para onde vamos

A gestão de facilities no Brasil e no mundo tem resultados impressionantes, sendo um dos segmentos mais notáveis do mundo, pois vem apresentando um crescimento estável ao longo das décadas.

Estima-se que, ao redor do mundo, este mercado cresça à taxa dos 9% ao ano em países das Américas, da Europa e da Oceania.

Não é só isso.

A gestão de facilities no Brasil e no mundo também tem bons resultados em nível nacional.

No Brasil, apesar da inexatidão das estatísticas, fontes do setor indicam que o giro de capital que gira nas atividades do segmento é, em média, R$ 100 bilhões.

Trata-se, portanto, de um demonstrativo do potencial da gestão de facilities, que não deve ser ignorado.

 

Hoje

A oferta de serviços em gestão de facilities no Brasil e no mundo é, hoje, muito completa.

Além dos clássicos serviços de gestão da segurança e limpeza dos ambientes empresariais maiores, são oferecidas opções para serviços de alimentação, manutenções prediais diversas, brigadas de incêndio, manutenção de climatizadores, jardineiros e paisagistas, motoristas e todas as demais atividades imprescindíveis para o funcionamento de um grande grupo corporativo.

É possível, no cenário atual, contratar pacotes completos de gestão de facilities no Brasil e no mundo.

Isso significa ter todos esses serviços de forma terceirizada: centralizada, simples, rápida e fácil.

Inclusive para empresas com filiais espalhadas pelo país.

 

Como tudo começou

Entre as razões que levaram ao boom da gestão de facilities no Brasil e no mundo, está uma divergência que ocorreu em escala global: gestão de facilities no Brasil e no mundo

demandas cada vez mais altas de mão de obra voltadas – à princípio – para limpeza e segurança; 

X

a baixa oferta de mão de obra para tais serviços, com qualidade cada vez mais escassa;

A fim de manter suas sedes em funcionamento tendo setor de serviços estruturado e com índice zero de turnover, empresas suscitaram as primeiras demandas do serviço de gestão de facilities.

Foram protagonistas destas demandas os grandes conglomerados empresariais, empresas de grande porte com muitos funcionários e filiais, shoppings centers e multinacionais com muitas unidades em território nacional.  

 

O futuro da gestão de facilities no Brasil e no mundo

Segundo dados das próprias empresas do setor, ainda não temos – no Brasil – a ocorrência de gestão global de facilities: empresas que consigam centralizar uma demanda internacional de prestação de serviço.

No entanto, isso já é uma realidade nos Estados Unidos e na Europa.

É a chamada quarta fase da história da gestão de facilities.

Contemplando uma gestão de operações cada vez mais abrangente, gera empregos, facilita a prestação de serviço e beneficia os empresários com economia e consequente aumento de lucro atrelado à qualidade do serviço.

Agora, quer saber como melhorar a sua gestão de relacionamento com o cliente e aumentar o número de oportunidades de negócios e contratos fechados?

O SMark CRM é o serviço ideal para o segmento de facilities. Para saber mais, clique AQUI e visite o site.

 


A SMark conta com mais de 18 anos de mercado e alta expertise em vendas, em constante inovação e clientes referenciais que atestam sua solidez, a SMark é o parceiro ideal para suas estratégias de venda. Entre em contato pelo (51) 3226 9530 em Porto Alegre/RS ou (11) 2666 3720 em São Paulo/SP. Acesse o site AQUI, acompanhe nossas páginas no Facebook AQUI e no LinkedIn AQUI e nosso canal no Youtube.

By |2018-04-20T12:40:59+00:00janeiro 26th, 2018|Categories: Blog|Tags: |Comentários desativados em Gestão de Facilities no Brasil e no Mundo: onde estamos e para onde vamos