Entenda como as pequenas empresas podem crescer com a alta do dólar

//Entenda como as pequenas empresas podem crescer com a alta do dólar

Para a grande maioria dos brasileiros, a alta do dólar é motivo de dor de cabeça, pois pode pesar diretamente no bolso. Mas nem tudo são espinhos. Para as pequenas indústrias, o momento pode ser de aproveitar as oportunidades.

::: Teste o SMark gratuitamente 
::: Saiba mais: Case DIMEP: Integração SMark X Protheus
::: Baixe o ebook “5 Dicas para Aumentar as Vendas em Épocas de Crise”

A cotação elevada do dólar pode levar diretamente a um aumento das exportações, consequência do período recessivo para as vendas internas. Mas algumas ressalvas devem ser observadas. “A alta do dólar pode significar grandes oportunidade para quem exporta. Mas, se a indústria depende de comprar insumou importados, pode não ser tão bom assim. É preciso avaliar tudo isso”, opina o colunista do Diário de Santa Maria Deni Zolin, ex-editor de Economia do jornal, do Grupo RBS.

Se a empresa já tem um know-how com a exportação de seus produtos, tudo ok. Porém, para um micro ou pequeno empresário que resolve se aventurar nessa seara pela primeira vez, é preciso analisar antes o mercado para compreender melhor suas possibilidades de atuação.
Há alguns fatores que podem ajudar nessa avaliação. Um deles é a diminuição da carga tributária, pois, com a exportação de produtos, a empresa pode compensar o recolhimento dos impostos internos. Sem falar que exportar pode diminuir a dependência da empresa em relação ao mercado interno do país.

Outro motivo para se pensar em exportar tem a ver com as condições favoráveis para obter recursos junto a instituições bancárias. O Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC), por exemplo, permite que o exportador receba financiamennto antes do embarque dos produtos para o Exterior ou antes da prestação de serviço. Sem falar que a empresa tem um ganho de valor, tanto no mercado interno quanto no externo, por ser “exportadora”.


O dólar em alta também favorece outro aspecto que pode influenciar positivamente a indústria nacional: a diminuição das importações. Os produtos chineses, por exemplo, são concorrentes diretos de produtos brasileiros em diferentes segmentos.

Lembre-se: se a opção for mesmo por exportar, vale usar a criatividade, especialmente na busca por insumos nacionais para a linha de produção. Afinal, comprar matéria-prima em reais e vender em dólar representa que a empresa se tornará mais competitiva no seu segmento.

Para quem tem interesse pelo assunto, uma boa fonte é o site Aprendendo a Exportar, desenvolvido pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O Simulador de Preço de Exportação também ajuda em um aspecto importante, para garantir condições de competitividade.
Outra fonte interessante é o Guia Básico para Exportação de Serviços, com informações essenciais para quem pretende seguir por esse caminho.

By |2018-10-19T17:56:31-03:00outubro 22nd, 2015|Categories: Blog|Tags: , , , , , , , , |Comentários desativados em Entenda como as pequenas empresas podem crescer com a alta do dólar